Bandidos que torturaram PMs morrem em troca de tiros

O caso aconteceu em Belo Horizonte, Minas Gerais. Uma quadrilha composta por cinco bandidos invadem uma residência e ao descobrirem que seus ocupantes são respectivamente um coronel de 50 anos e uma cabo de 34, passam a torturar as vitimas.

A cabo, além de sofrer fratura exporta em uma das pernas, foi alvejada por dois disparos, um na cabeça e outro nas costas. Pela gravidade dos ferimentos, foi socorrida de helicóptero  até o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII. O mesmo se deu com o coronel que foi alvejado com um tiro na cabeça.

Leia também: 

Internautas expõem cinismo de Gilmar Mendes

Igreja no Texas: Por que atirador não fez mais vitimas?

E os bandidos? Fugiram do local no veiculo da Cabo, porém, as buscas pelos criminosos logo se iniciaram.

Uma operação foi montada pelas autoridades para buscar os suspeitos.

O trabalho começou a surtir efeito quando a Polícia Rodoviária Federal (PRF) avisou a PM que câmeras flagraram o Palio passando pelo posto da PRF em Betim, ainda na Grande BH.

Por meio dessa informação inicial, o Ministério Público, a partir do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime (Gaeco)conseguiu identificar um dos suspeitos. Ele foi encontrado em Ibirité, separado dos demais, e confessou a participação no crime. Esse, contudo, não reagiu à abordagem dos militares e foi detido. Depois, contou onde estavam os outros envolvidos.

Ao chegar no endereço dado pelo detido, a polícia afirma ter sido recebida a tirosTratava-se de uma casa afastada, em um local bastante ermo. Lá, o confronto dos bandidos com a PM terminou com a morte de três criminosos e prisão de um.

Dos cinco bandidos, três tiveram seus CPFs cancelados. Encontraram o que estavam procurando. Chama atenção no caso a fala do coronel responsável pela investigação e caça aos bandidos: “No estado de Minas Gerais, a nossa resposta é proporcional a qualquer agressão contra qualquer integrante do estado, qualquer policial militar”.

Não vi nenhum “especialista” na grande mídia falar sobre a tortura sofrida pelos PMs, mas, não ficarei surpreso se alguma “entidade” acusar a policia mineira de “uso de força desproporcional”. Nossos intelectuais de botequim adoram um DIREITO DOS MANOS.

Por Jakson Miranda

1 thought on “Bandidos que torturaram PMs morrem em troca de tiros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *