De olho em 2022, Wilson Witzel ataca Jair Bolsonaro

Assim como fez João Doria em São Paulo nas eleições de 2018, Wilson Witzel no Rio de Janeiro colou na figura de Jair Bolsonaro e conseguiu eleger-se governador do estado.

Agora, tudo indica que de olho na corrida eleitoral de 2022, Wilson Witzel se posiciona contra Bolsonaro. Há até relatos de que o governador do Rio de Janeiro usa em seu gabinete uma faixa presidencial.

 

O fato é que em sua sanha eleitoral, Witzel tem falado aquilo que a imprensa militante gosta de ouvir quando o assunto é Bolsonaro. Em mais uma noticia envolvendo o governador do Rio e Jair Bolsonaro, temos o seguinte titulo no Estadão: Witzel compara Bolsonaro ao ‘maluco lá da Venezuela’

Leiam trecho da matéria:

O governador do Rio, Wilson Witzel, criticou o presidente Jair Bolsonaro e os rumos do governo federal em diferentes áreas, incluindo o “neoliberalismo” representado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Sobre a retórica de Bolsonaro, Witzel disse que ela se compara a discursos de líderes autoritários.

“Típico de (Alberto) Fujimori, (Recep Tayyip) Erdogan, o outro maluco lá da Venezuela… (Hugo) Chávez.”

Bolsonaro, de acordo com o antigo aliado, não se preparou para o cargo e não consegue conversar sobre economia e reformas, por exemplo. “Isso é evidente. A pauta dele é muito mais ideológica do que concreta”, afirmou Witzel. 

Registre-se que esta fala do governador carioca, vem no mesmo dia em que se noticiou o envolvimento de sua campanha eleitoral em esquema de caixa dois.

“Daniel Gomes da Silva arrasta a campanha de Wilson Witzel para o centro dos seus negócios. Diz que, em meados do ano passado, repassou uma bolada via caixa dois — o valor é mantido em sigilo — para emissários do governador.”

A continuar desta forma, o governador Wilson Witzel vai longe… A exemplo de outros governadores do Rio de Janeiro, em um passado não muito distante.

Por Jakson Miranda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *