Agora, a presidente da República Dilma Rousseff resolveu falar de moral ilibada e honra. Segundo consta no jornal O Globo, a petista saiu-se com essa:

– A sociedade brasileira conhece os chamados moralistas sem moral. E conhece porque o meu governo e o governo do presidente Lula proporcionou o mais enfático combate à corrupção de nossa história. Eu insurjo contra o golpismo. Quem tem força moral, reputação ilibada e biografia limpa, para atacar a minha honra? – indagou a presidente.

Uau! Lá vem D. Dilma Rousseff falar de moral e honra. Ok. Vamos falar de moral e honra, presidente.

É lógico que ninguém quer ter sua honra atacada de forma injusta. Se a presidente sente que sua honra está sendo atacada, ele deve sim, reagir. Mas, espera aí… Quem é mesmo Dilma Rousseff? Ah, lembrei, a hoje presidente, é aquela mesma que em 2008 montou um dossiê atacando a HONRA da ex-primeira dama Ruth Cardoso.

“Messalinas de longo curso capricham na pose de virgem profissional para ensinar que não se faz uma coisa dessas com alguém que, mais que presidente, é mulher, mãe, avó e quase setentona. O comentarista Eduardo Henrique lembra que Ruth Cardoso tinha 77 anos, filhos e netos em 2008, quando foi vítima da infâmia tramada por Dilma, então chefe da Casa Civil, em parceria com a amiga e quadrilheira Erenice Guerra”. 

Quanta moral você tem, hein, Dilma!? Isso nos mostra o quanto que você preza pela honra. Adiante…

Sabemos quem é Nestor Cerveró, certo? Pois bem, o notório Cerveró, condenado pela justiça por corrupção e lavagem de dinheiro não passará dessa vida sem ter recebido elogios de Dilma Rousseff. Isso mesmo! Um corrupto, condenado pela justiça, foi elogiado por Dilma Rousseff,

Presidido pela então ministra da Casa Civil Dilma Rousseff, o Conselho de Administração da Petrobras fez elogios rasgados à atuação de Nestor Cerveró à frente da Diretoria Internacional da empresa. A ata da reunião do dia 3 de março de 2008 informa que, “sob a presidência da presidente Dilma Vana Rousseff”, o conselho registrava os “agradecimentos do colegiado” ao diretor e ressaltou “sua competência técnica e o elevado grau de profissionalismo e dedicação demonstrados no exercício do cargo”.

Apenas esse fato seria suficiente para deixar claro que Dilma Rousseff hoje, é ligeira em questionar a moral daqueles que lhe fazem oposição. No entanto, aqueles que lhe são próximos, são agraciados com seus elogios, mesmo que atolados no lamaçal imoral e desonroso da corrupção. Quanta seletividade, hein Dilma!? Será que você sabe mesmo a diferença entre moral e imoral?

Dilma Rousseff não quer que sua honra seja atacada. Ok. Não quer que sua gestão seja criticada e para isso questiona a moral dos seus adversários. Mas, o que Dilma Rousseff tem a esconder?

“A Petrobrás destruiu gravações das reuniões do seu Conselho de Administração, entre elas as que trataram de negócios investigados na Operação Lava Jato. Em resposta a pedidos do Estado, feitos por meio da Lei de Acesso à Informação, a estatal informou que áudios e vídeos com os diálogos dos conselheiros são “eliminados” após formalizadas as atas dos encontros. Nos registros supostamente apagados, constavam as participações da presidente Dilma Rousseff, que chefiou o colegiado de 2003 a 2010, quando era ministra da Casa Civil do governo Lula”. 

Isso não desonra ninguém. Isso não diz nada sobre a moral de Dilma. Destruir gravações e vídeos é um simples ato de rotina. Hummm…. E quanto a mentir? Será que mentir que possui titulo de Mestre é algo moral ou imoral? É algo honroso ou desonroso? Pois é. Dilma Rousseff, em seu currículo Lattes, afirmava com total convicção, que era mestre e doutora em Economia.

“A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, admitiu nesta terça-feira que não concluiu os cursos de mestrado e doutorado em Ciências Econômicas na Unicamp, apesar de a informação constar em seu currículo no site do ministério.

Dilma, pré-candidata à sucessão presidencial, afirmou que concluiu todos os créditos dos dois cursos, porém alegou que não teve tempo hábil para defender as respectivas teses porque as funções públicas que ocupava não lhe permitiram”.

Ok. Foi um erro da plataforma Lattes. Esses sistemas vivem errando. Mais um pouco e automaticamente constaria que Dilma Rousseff possuía pós-doutorado.

Outra

“A presidente Dilma Rousseff foi citada nominalmente onze vezes nos 190 termos de depoimentos prestados pelos dois principais delatores da Operação Lava Jato, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef”.

Será que alguém que tem seu nome citado 11 vezes em depoimentos da Lava-Jato, pode sair por aí questionando a moral dos seus adversários?

Não devemos esquecer da possível compra de Medidas Provisórias no governo Lula que passavam pelo crivo da então Ministra da Casa Civil Dilma Rousseff. Práticas, se confirmadas, muito honrosas.

Para finalizar.

Não devemos esquecer ainda, que Dilma Rousseff é amiga de Fernando Pimentel. E o que tem Pimentel? Bem… As investigações estão em andamento. O que resta evidente é que Para Dilma, imorais mesmos, são aqueles que lhe fazem oposição.

Em 15 de Novembro teremos a chance de mostrar a Dilma Rousseff, quem consideramos os imorais da República.

 

Por Jakson Miranda

 

Leia Também:

Lula sabota Dilma, Dilma sabota Lula.

Fernando Pimentel amigão de Dilma: diga com quem tu andas e eu direi quem tu és!

Pedalada Fiscal: Um verdadeiro show de horrores

A dupla face imoral da esquerda

Protestar sem violência. Tudo o que a Dilma não fez

 

 

1 thought on “Dilma Rousseff e sua moral ilibada

  1. Eu! De acordo com esse vídeo (https://www.youtube.com/watch?v=i0LkOUMRl3E), então eu tenho força moral, reputação ilibada e biografia limpa, para atacar a sua “honra”, sou um brasileiro, pai e esposo sem mácula, que não se corrompeu por dinheiro, sexo e poder e não estou na mídia, falando nada com nada (que é um dos grandes motivos de piadas entre o povo) e tentando provar o contrário do que não se pode mais negar… De duas ou uma: ou a sra tem um sério problema de caráter ou então, realmente é uma incompetentA, equivocada, numa função de tão extrema responsabilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *