Novo ministro da Justiça: “Cobre de nós mais operações da Polícia Federal”

Posse dos ministros da Justiça e Segurança Pública; da Advocacia - Geral da União

Tomou posse no dia de hoje (29), o novo ministro da Justiça, Andre Mendonça. Mendonça, que antes atuava na AGU, assume a vaga deixada por Sergio Moro.

Em seu discurso de posse, Andre Mendonça foi ousado e pediu para ser cobrado sobre mais operações da Policia Federal.

“Lutarei com todos os meus esforços no combate ao crime organizado, o que envolve não apenas a corrupção, mas tráfico de drogas, de armas, os crimes contra a vida, o patrimônio, os crimes de abuso sexual, e os crimes cometidos contra as crianças, os adolescentes e contra a mulher. Vamos fazer operações conjuntas. Cobre de nós mais operações da Polícia Federal, presidente da República”.

Um anseio do presidente Jair Bolsonaro…

Leia também:

Sergio Moro tem um “aliado” no STF?

Governo Bolsonaro NÃO acabou!

Por falar em Policia Federal, um dos principais desejos do presidente Jair Bolsonaro é que a PF reabra a investigação sobre a tentativa de assassinato de que ele foi vitima, na campanha eleitoral de 2018.

“Eu não tenho provas, tenho sentimento. O que for possível a Polícia Federal fazer, dentro da legalidade, para apurar quem pagou o Adélio para me matar, vai fazer”. Disse o presidente.

Será que agora, alinhando a fala do presidente com a promessa do novo ministro da Justiça, poderemos chegar à resposta da pergunta feita até então? Quem mandou matar Bolsonaro?

Por Jakson Miranda

Posse dos ministros da Justiça e Segurança Pública; da Advocacia – Geral da União

1 thought on “Novo ministro da Justiça: “Cobre de nós mais operações da Polícia Federal”

  1. Texto tendencioso na minha opinião cara…pq não escreve sobre o que moro disse sobre acreditar que acredita que a facada teve mandante e foi solicitada quebra de sigilo do celular do advogado de Adélio, mas que a instancia da justiça está segurando. E lembro q na época em q saiu a decisão inimputável o AGU não quis recorrer e Bolsonaro se calou, sendo ele o comandante do AGU, pois Adélio ficaria mais tempo preso como louco. OU SEJA O QUE PRECISAVA SER FEITO FOI FEITO…agora surgem as leviandades dizendo que Moro se …opos. Chega ser infantil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *