Finalmente Toffoli tomou uma decisão correta: liberou show gospel

Finalmente o ministro do STF Dias Toffoli tomou uma decisão correta e liberou o show da cantora gospel Anayle Sullivan na festa de reveillon de Copacabana.

Para quem ainda não sabe do caso, explico. A prefeitura do Rio de Janeiro contratou diversas atrações/artistas para se apresentarem na festa de de final de ano em Copacabana. Entre os artistas, estão Diogo Nogueira, DJ Marlboro, a Escola de Samba da Mangueira, entre outros. E também a cantora gospel Anayle Sullivan.

Ocorre que a apresentação de Anayle havia sido suspensa pela justiça carioca a pedido de uma tal Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos (Atea). Segundo a referida associação, deve-se assegurar o “caráter laico do Estado”. Esse entendimento também foi mantido em segunda instância obrigando a prefeitura do Rio a recorrer ao STF.

Leia também:

SEGUNDA INSTÂNCIA: congresso articula “jeitinho”

Abaixo-assinado contra Dias Toffoli na presidência do STF

Em sua decisão, tomada ontem, 30/12, Dias Toffoli argumentou que o estilo musical trabalhado pela cantora, não pode ser “usado como fator de discriminação para fins de exclusão de participação em espetáculo que se pretende plural”.

Pelo Facebook, Anayle Sullivan comemorou o desfecho da situação que lhe permitirá apresentar seu trabalho.

“Deus é fiel!!! Hoje é dia de VITÓRIA. Vitória da liberdade de expressão sobre o preconceito, e que amanhã na praia de Copacabana junto com todos os outros artistas possamos acima de qualquer rótulo ou bandeira trazer alegria, amor, e uma mensagem de esperança através da música!!!”

Aqui é assim! Criticamos quando se deve criticar e reconhecemos acertos quando eles são tomados. Nesse caso, Dias Toffoli tomou uma decisão correta. (Será que ele está deixando de ser petista? Kkkkkkkkkkkkk…).

Por Jakson Miranda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *