A conspiração da Lava-Jato contra a democracia

Não se assuste, prezado leitor, cara leitora, com o titulo. É lógico que A conspiração da Lava-Jato contra a democracia nada mais é do que uma lembrança daquilo que anda na boca daqueles que por motivos inconfessáveis, criticam a Operação Lava-Jato.

Na esteira disso, queremos registrar aqui a excelente carta ao leitor da última edição da revista Veja. Com o titulo A corrupção e a democracia, Veja mostra com clareza desconcertante a onda de ataques que certas personalidades de destaque passaram a desferir contra a investigação da Policia Federal. Segue o texto:

Agora, a Lava-Jato faz mal à democracia. Sim, a mais recente onda de ataques à maior investigação de corrupção na história do Brasil, agora desfila o argumento de que estamos fazendo mal ao regime democrático. Não é exatamente recente, mas o coro engrossou. 

Na semana passada, o atual ministro da Justiça do presidente Michel Temer, Torquato Jardim, em entrevista ao jornal Valor Econômico, disse que a Lava-Jato é uma ameaça à democracia, na medida em que está “desfazendo a classe política”. Também na semana passada, Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal, a voz mais insistente contra o que considera abusos da Lava-Jato, afirmou em palestra no Recife que o país precisa evitar o risco de “despencar para um modela de Estado policial”. Disse Mendes: “Expandiu-se demais a investigação, além dos limites”. E chegou a ser aplaudido.

O que Torquato Jardim e Gilmar Mendes denunciam hoje, o PT e os petistas denunciavam ontem. Em outubro do ano passado,  quando já era ex-ministro da Justiça do governo Dilma Rousseff, Eugênio Aragão deu entrevista em que dizia que a Lava-Jato “faz mal à democracia brasileira” porque os poderes vinham sendo exercidos “sem limites” – o mesmo problema dos “limites” de Gilmar Mendes. Em março deste ano, o PT promoveu um seminário para discutir o impacto da Lava-Jato e concluiu, entre outras coisas, que a operação era uma ameaça à democracia, pois enxergava nas investigações uma escalada de um Estado autoritário e de exceção. 

É forçoso notar que há uma sintonia, mas também há uma diferença. As autoridades que hoje denunciam os males que a Lava-Jaro causa à democracia brasileira acompanham uma mudança na própria operação. Antes, concentrada em Curitiba nas mãos do juiz Sérgio Moro, a Lava-Jato tinha como alvos preferenciais assessores de segunda escalão e políticos sem foro privilegiado. Agora, conforme se transfere para Brasilia, porque a operação passou a mirar em autoridades ainda no exercício do cargo e, portanto, beneficiárias do foro privilegiado, os protestos permanecem iguais –  mas mudam seus autores. 

Só isso já mostra o oportunismo das criticas… 

Encerramos

Trocando em miúdos, aqueles que antes defendiam a Lava-Jato, hoje, vergonhosamente são contra. Gilmar Mendes, Reinaldo Azevedo, PSDB e tantos outros, recebem os aplausos entusiasmados dos petistas. Unem forças e agem contra a justiça e contra o Brasil e provam que no Brasil, o numero de oportunistas é igual ao de vigaristas e corruptos.

Como tontos esquizofrênicos falam de golpe e conspiração, deixando a impressão de que nesse momento, estão externando as mesmas palavras ouvidas inúmeras vezes pelos petistas ao defenderem Lula e Dilma. É vergonhoso!

Será que Michel Temer é tão diferente de Lula? PMDB é menos corrupto do que o PT? Com a manutenção do atual governo quem sai ganhando, a justiça e a democracia ou a corrupção e a impunidade?

A lava-jato não passa de uma conspiração contra a democracia?

Por Jakson Miranda

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS! 

[aps-counter]

2 thoughts on “A conspiração da Lava-Jato contra a democracia

  1. Não, a Lava Jato não é perigo para a democracia. A Lava Jato é um perigo para o a corrupção institucionalizada, com a omissão da Justiça do MPF do PGR que se calaram por 13 anos enquanto os donos do poder o PT roubava e deixava roubar. Agora num acordo espúrio ao arrepio da Lei facilitam para o crime e quer prq quer derrubar o Temer. Culpado ou não que a seu tempo a ‘justiça’ faça seu trabalho. O País estava no caminho certo.Sim, o PT é infinitamente pior que qualquer partido politico junto, foi no seu governo que a corrupção foi institucionalizada. Seus tentáculos sobrevive no aparelhamento. Quem se beneficiou do esquema perverso está em luta aberta para que tudo continue como dantes no quartel de abrantes. #LavaJatoDeCuritiba eu confio. Janot e STF não mesmo….

    1. Como alertamos no texto, o titulo não passa de uma CRITICA aos que criticam a Lava Jato. Por mais célere que esteja sendo a PGR, celeridade nunca antes vista, não enxergo as denúncias como algo feito ao arrepio da lei. Oras, se Temer cometeu ilícitos, a vergonha está não nos que querem “derrubá-lo” mas, naqueles que teimam em apoiá-lo e mantê-lo. Isso nada mais é do que excesso de covardia e nesse tipo de “posicionamento” político não me incluo. É essa a grande diferença dos opositores ao PT, defender a manutenção de Michel Temer?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *