A ira de Rodrigo Maia contra Abraham Weintraub

O motivo da ira de Rodrigo Maia contra Abraham Weintraub

O presidente da Câmara Rodrigo Maia, entrou numa verdadeira guerra contra Abraham Weintraub. Tal embate era notório para quem acompanha a cena política brasileira. Como resultado, muitas pautas importantes para a Educação, foram travadas no Congresso.

Nesse sentido, a principal tática usada por Rodrigo Maia, foi deixar caducar importantes Medidas Provisórias de interesse do MEC. Consequentemente, o ministro da Educação não conseguia ou, não conseguiu avançar o quanto pretendia nas mudanças necessárias à pasta. Como a carteira de estudante digital.

Ao comentar a saída do ministro da Educação, Rodrigo Maia afirmou que espera ter alguém comprometido no ministério da Educação.

Todo mundo sabe minha posição. Não adianta ficar aqui reafirmando; acho que não é isso que vai melhorar diálogo com o MEC. Espero que possamos ter alguém comprometido no Ministério da Educação com futuro das nossas crianças”.

Portanto, deve-se imaginar que Rodrigo Maia, eleito presidente da Câmara em 2018, é um homem preocupado com o “futuro das nossas crianças” e resolveu posicionar-se contra Abraham Weintraub porque este, não atendia tal perspectiva. Talvez, seja essa a percepção que o deputado do Democratas queira passar a população, no entanto, sabemos que não é bem assim.

O motivo da ira de Rodrigo Maia contra Abraham Weintraub

Assim, explicaremos aqui o real motivo da ira de Rodrigo Maia contra Weintraub. Obviamente que ninguém ficará surpreso em saber que o deputado federal está MENOS preocupado com o “futuro das nossas crianças” e MAIS interessado em ter seus apadrinhados no MEC.

Ou seja, a ferranha oposição feita por Maia à gestão de Weintraub tem como motivo a exoneração do presidente do FNDE, Rodrigo Sergio Dias, no final de 2019. Rodrigo Sergio é “ligado” ao presidente da Câmara. Eis o motivo.

Também não era para menos. O FNDE tem um orçamento estimado em mais de 50 bilhões de reais. São cifras que, para aqueles que conhecem a natureza dos políticos, entenderão a ira de Rodrigo Maia.

Finalmente, devemos registrar que Rodrigo Maia é presidente da Câmara dos deputados desde 2016. À época da sua eleição, escrevemos a respeito e externamos nossa estranheza pelo fato do deputado ter agradecido sua escolha para presidir a Câmara, ao PC do B.

Além disso, não devemos esquecer que Rodrigo Maia é investigado pela PF por supostos repasses de R$ 1,4 milhão da Odebrecht. Aliás, consta que nas planilhas da empreiteira, Maia é conhecido como Botafogo.

Em Conclusão, Abraham Weintraub ter recebido a ira de Rodrigo Maia, dado o histórico do parlamentar, diz muito sobre um e outro.

Por Jakson Miranda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *