Augusto Nunes é condenado por chamar Gleisi Hoffmann de amante

Augusto Nunes é condenado por chamar Gleisi Hoffmann de amante

A imagem é licenciada sob pela Televisão Cultura CC BY 2.0

Por chamar Gleisi Hoffmann de amante, justiça condena o jornalista Augusto Nunes de “O Pingo nos Is” e do portal R7 

O colegiado do TJ-DF, condenou o jornalista Augusto Nunes a pagar R$ 30 mil por danos morais à deputada federal Gleisi Hoffmann (PT). A publicação da decisão ocorreu nesta segunda-feira (10/05).

A fim de contextualizar o caso, registramos que o julgamento envolve textos veiculados na Veja e no R7. Ou seja, em tais textos, Augusto Nunes chama Gleisi Hoffmann de “amante” em referência a um termo tirado de planilhas da construtora Odebrecht.

Assim, de acordo com o relator do processo, o desembargador Alvaro Ciarlini,

O réu fez questão de mencionar que a autora era ‘conhecida pelo codinome amante no departamento de propinas da Odebrecht’.

Continua o desembargador,

No entanto, o aludido termo foi atribuído à apelante dezenas de vezes no período compreendido entre dezembro de 2018 a julho de 2019“.

E finalmente,

Nesse contexto, evidencia-se que a palavra ‘amante’ deixou de ser utilizada com o intuito de informar o leitor a respeito da operação policial que envolveu a sociedade empresária Odebrecht“.

Leia também:

Orçamento secreto: ministro Rogério Marinho responde jornal

PSOL sai em defesa dos criminosos mortos em Jacarezinho

Por fim, além da indenização por danos morais, o TJ-DF determinou que os locais utilizados para publicar os textos contra Hoffmann veiculem a íntegra do acórdão condenatório por ao menos 30 dias. Com efeito, a decisão do TJ-DF vai na contramão da decisão em primeira instância. Esta, negou o pedido de Gleisi.

Ademais, sobre este caso, temos duas expectativas:

Em primeiro lugar, que o jornalista Augusto Nunes recorra da decisão. Em segundo lugar, que Gleisi Hoffmann também entre com ação contra os diretores da Odebrecht. De fato, a acunha de “amante” saiu de lá.

Por Jakson Miranda

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *