Bolsonaro diz o óbvio: “antifascistas” são “terroristas”

o pânico foi disseminado, afirma Bolsonaro

Enquanto uns dizem que certas manifestações, que queimam a bandeira do Brasil, agridem e intimidam as pessoas são em favor da democracia, o presidente Bolsonaro disse o óbvio: “antifascistas” agem como terroristas.

“Até, me desculpe aqui, uma parte da imprensa muito grande anunciava o nosso pessoal como [aquele que] está em movimentos antidemocráticos e, do outro lado, o pessoal de preto como movimento democrático”. 

Continuou o presidente

“Não podemos admitir isso daí. Isso não é democracia nem liberdade de expressão. Isso no meu entender, terrorismo. E a gente espera que esse movimento não cresça, porque o que a gente menos quer é entrar em confronto com quem quer que seja”. 

Leia também:

Importante leitura: Definindo o fascista

Antifa: Trump classifica como organização terrorista. Bolsonaro fará o mesmo?

Ao comentar a situação nos Estados Unidos, Bolsonaro foi preciso:

“Estados Unidos: lá o racismo é diferente 1 pouco do Brasil, está mais na pele, então houve um negro lá que perdeu a vida. Vendo a cena a gente lamenta. Como é que pode aquilo ter acontecido? Agora, o povo americano tem que entender que, quando se erra, se paga”.

E finalizou:

“Logicamente que qualquer abuso você tem que investigar. Se for o caso, punir. Agora, esse tipo de movimento nós não concordamos”.

De fato, não há outro modo de denominar os “antifascistas” são terroristas, pois, aquilo que essa gente tem demonstrado aqui e em outros países, não nos permite chegar a outra conclusão.

Por Jakson Miranda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *