Cristofobia: igrejas são incendiadas no Chile

Cristofobia: igrejas são incendiadas no Chile

Para “comemorar” aniversário de protestos, igrejas são incendiadas no Chile  

Milhares de manifestantes se reuniram na Praça Itália, no centro de Santiago, capital do Chile, para uma manifestação que acabou em confronto, vandalismo e igrejas incendiadas. O fato ocorreu neste domingo, 18.

Assim, um grupo de manifestantes colocou fogo em duas igrejas de Santiago. O primeiro santuário a queimar foi a igreja de São Francisco de Borja, usada regularmente pela polícia dos Carabineros para cerimônias institucionais. Logo em seguida, foi a igreja de Assunção, uma das mais antigas da capital, com mais de um século e meio de idade. Quando a cúpula pegou fogo após o desabamento da estrutura, vários vândalos comemoraram.

Consequentemente, quando a igreja pegou fogo, bombeiros e equipes de resgate fizeram uma barreira para evitar que o colapso da estrutura atingisse as pessoas. No entanto, o grito dos encapuzados era: “Deixa cair, deixa cair” que festejaram a subsequente queda da cúpula da igrejinha, também conhecida como “freguesia dos artistas”, segundo a imprensa chilena.

Enfim, cada vez mais a cristofobia tem se materializado em atos de violência e vandalismo. Logo, não devemos nos surpreender se começarem a queimar igreja… com os fiéis dentro.

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *