Decotelli promoveu posse informal no MEC

não havia a menor possibilidade de Carlos Alberto Decotelli ser efetivado como ministro da Educação. 

Decotelli, “O Brevíssimo” que não deixará saudades, promoveu uma posse informal no MEC. É o que informa o Radar do site de Veja.

Em ato de desespero, Decotelli reuniu assessores do ministério para se proclamar ministro da Educação

Leia matéria:

Ciente de que seria demitido antes mesmo de ser empossado no cargo por Jair Bolsonaro, o agora ex-ministro da Educação Carlos Alberto Decotelli promoveu na noite desta segunda-feira uma espécie de posse informal no cargo.

Para espanto dos servidores do corpo técnico que assistiram ao ato, Decotelli se declarou ministro e chegou a assinar um termo de posse, o que foi lido como forma de pressionar o Planalto a não demiti-lo.

“Ninguém sabia muito bem o que estava acontecendo”, diz um servidor que acompanhou a cerimônia reservada, realizada após a reunião do então ministro com o presidente.

Não surtiu muito efeito. Sem tomar posse de fato, Decotelli, diante do fiasco do currículo fraudado, entregou uma carta de demissão a Jair Bolsonaro nesta terça-feira.

Finalizo

Portanto, diante de tanta falta de noção e vergonha alheia, não havia a menor possibilidade de Carlos Alberto Decotelli ser efetivado como ministro da Educação.

Assim, fica-nos a esperança de que o presidente Jair Bolsonaro escolha alguém da “ala ideológica“. Apenas alguém com esse perfil conseguirá colocar a Educação nos prumos.

Por Jakson Miranda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *