Depoimento de Sergio Moro e o aceno a Glenn

Em depoimento, Sergio Moro garante que nunca afirmou que Glenn havia cometido crime

Em depoimento, Sergio Moro garante que nunca afirmou que Glenn havia cometido crime

O ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro, prestou depoimento à justiça federal sobre o ataque hacker que sofreu enquanto estava no governo Bolsonaro.

Trata-se de um acontecimento que mexeu com a política à época, afinal, de um lado tínhamos um site noticioso em defesa de Lula e do outro, o impoluto ex-juiz da Lava Jato. Ademais, é importante registrarmos que nesse contexto, enquanto Sergio Moro sofria ataque de todos os lados, leia-se imprensa e oposição, o presidente Jair Bolsonaro deu-lhe total apoio e defesa. Já sabemos a forma como Moro retribuiu o presidente.

Mas, são favas contadas. O fato é que Sergio Moro prestou depoimento à justiça sobre a invasão de celulares. Logo, é impossível falar sobre o ataque hacker e a divulgação do material, feita pelo site de noticias The Intercept pertencente a Glenn Greenwald. Como já falamos, um declarado defensor do ex-presidente condenado, Lula.

Pois bem, em seu depoimento, Moro não titubeou em afirmar que “nunca disse que o jornalista tinha cometido um crime” em referência a Glenn Greenwald. Coitado do ex-juiz. Está com medo da justiça ou busca por aliados?

É mais provável que Moro esteja em busca de novos aliados, afinal, as possibilidades para 2022 são muitas. Não é exagero, portanto, especular que Sergio Moro almeje angariar votos da esquerda e daqueles eleitores fiéis ao PSDB, porém, sem opções nesse momento. Assim, um aceno à Glenn Greenwald é mais do que plausível.

Sobre esse aspecto, Rodrigo Constantino compartilha da mesma opinião aqui apresentada.

Enfim, não é maldade nem ingratidão dizermos que Moro, de ex-juiz implacável, tornou-se uma figura patética.

Por Jakson Miranda

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *