Já abordei aqui que diante de noticias negativas, Dilma Rousseff logo convoca uma reunião. Decerto que todo governo deve reunir-se para que soluções sejam discutidas, ocorre que, como esse governo nunca encontra uma solução plausível para o preço da banana, a conclusão a que chegamos é que as reuniões de Dilma são na verdade a tentativa frustrada de querer tentar demonstrar alguma competência, algo tão, tão distante do atual governo.

Agora, nesse texto, lembro de outro aspecto. As reuniões de Dilma Rousseff mais parecem com conspirações. Nunca sabemos a quais resultados se chegam às tais reuniões. Todas elas ficam deliberadamente com aquele ar de suspense.

É bem provável que na sua ansiedade em querer criar uma agenda positiva, Dilma pense em anunciar alguma “surpresa surpreendente”. A verdade é que o tiro sempre sai pela culatra. Não se anuncia nenhuma agenda positiva e a surpresa, antes de ser algo que anime a nação, leva todos a prenderem a respiração. É um filme de terror!

Creio que a presidente tenha incorporado permanentemente em seu dia a dia, sua atuação dos tempos em que era guerrilheira e dirigia grupos terroristas, planejando ataques contra o governo e conspirando assaltos e sequestros. Atualmente, a cada demanda da sociedade, a cada chamamento do bom-senso, a cada exigência de um mínimo de sensatez, Dilma conspira. Mandas as favas a sociedade, o bom-senso e a sensatez. Conspirando diuturnamente, sequestra o presente e assalta o futuro de milhões de brasileiros.

Dilma, enquanto presidente é uma vergonha. Enquanto conspiradora, um desastre.

Por Jakson Miranda

Leia Também:

Protestar sem violência. Tudo o que a Dilma não fez

Dilma Rousseff, de 67 anos, diz que a corrupção no Brasil é uma “senhora idosa”. Não duvido

Lobão lança Impostora Eleita

Pedalada Fiscal: Um verdadeiro show de horrores

Chico Buarque está certo: tenho medo de Lula

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *