Nós do Voltemos à Direita queremos prestar nossa solidariedade à jovem que foi vitima de estupro no Rio de Janeiro.

Alguns especialistas logo apontaram como causa dessa tragédia, a sociedade machista. Não vejo por esse lado. E se fosse um jovem atacado por 30 garotas, seria culpa da sociedade feminista?

O problema é mais agudo do que uma simples culpabilidade de machos ou fêmeas. Salvo as mentes perturbadas psicologicamente e os criminosos por opção, o fato é que, atualmente, jovens não tão jovens assim, estão imersos na degradação sonora e moral que são as musicas de funk e os bailes funks. E não é a sociedade “machista” que aceita isso como cultura, mas sim os próprios veículos que moldam a personalidade e identidade desses jovens.

Não são poucos os “acadêmicos” que veem nos mc´s algo de revolucionário. Não são poucos os formadores de opinião que enxergam nisso algo de poético.

Oras, como que a mulher é vista nessas musicas? Como que a relação sexual é tratada por esses “artistas”? Como que as moças tratam os moços nesses bailes funks morro acima?

Tudo isso pode explicar não somente os casos de estupro que afligem famílias inteiras no Brasil e no mundo, mas também, o quão baixo chegamos culturalmente.

Dito isto, lanço outra indagação que deve ser refletida. A jovem estuprada por 30 monstros terá justiça? Os responsáveis pelo crime bárbaro serão punidos? Oxalá que sejam e esperemos que logo sejam presos, julgados e condenados.

No entanto, e se entre os 30 animais tiverem menores de idade? Digo menores, homens feitos com seus 16, 17 anos? Se nessa situação se encontrarem 15, 10, 5 ou que seja apenas 1 a certeza que ficará é que a vitima não teve direito a plena justiça. Seus algozes, nesta hipótese e é apenas uma hipótese retórica, visto que ninguém ainda foi preso, passarão algum tempo em centros de “reabilitação” e “reeducação” e ao completarem 18 anos, sairão tão inocentes quanto qualquer outra pessoa de bem.

Isso é justo? Para próceres da esquerda, sim. Para parte da nossa mídia, sim. E quem ousa defender a redução da maioridade penal é logo taxado de insensível. A despeito disso, a Câmara dos Deputados já aprovou, em 2º turno, a proposta de Emenda a Constituição que diminui a maioridade penal de 18 para 16 anos para alguns crimes, como o estupro, por exemplo. A proposta ainda precisa ser discutida pelo Senado. Vamos colocar isso na pauta, senhores senadores!

Estamos orando para que o Senhor reconforte esta jovem e tantas outras que já sofreram esse tipo de monstruosidade. Defendemos com veemência, a redução a maioridade penal para que a justiça seja alcançada por todos e que criminosos paguem por seus crimes sem se esconderem nos seus 17 anos e meio.

Por Jakson Miranda

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *