#Enquete: Você tomaria a CLOROQUINA contra o CORONAVÍRUS?

você tomaria a cloroquina contra o coronavírus, mesmo com os especialistas sugerindo o contrário? 

Muito tem se discutido sobre o uso da cloroquina no combate ao coronavírus. Alguns especialistas, alardeados pela mídia, afirmam que o medicamento não tem eficácia comprovada.

De acordo com os resultados dos dois maiores estudos já realizados com a cloroquina para o tratamento do coronavírus, o medicamento não trouxe benefícios práticos, como a redução na letalidade ou no tempo de internação. 

Por outro lado, a cloroquina tem sido o medicamento defendido por Jair Bolsonaro desde que o coronavírus chegou ao Brasil.

Leia também:

Quarentena de João Doria prejudica prefeituras

Quarentena suspende atendimento em hospital do câncer

No meio do embate entre o presidente da República e aqueles que insistem na ineficácia do medicamento, autoridades públicas e médicos que contraíram o vírus, têm feito uso da cloroquina. É o caso do médico David Uip que receitou cloroquina para ele mesmo após ter testado positivo para o coronavírus.

Uip se infectou com o coronavírus, se curou e voltou ao trabalho esta semana. Mas, questionado ontem se havia usado a cloroquina — substância em estágio inicial de testes contra a covid-19 –, Uip se esquivou. Até que a imagem desta receita veio à tona. 

Por que pessoas com conhecimentos médicos tomam a cloroquina mas não aconselham que a população em geral tome? Novamente, de acordo com os especialistas, os efeitos colaterais da cloroquina são fortes o suficiente a ponto de descartá-lo no combate ao covid-19.

De todo modo, aqui vai nossa enquete:

Suponhamos que você contraísse a doença (infelizmente, todos estamos sujeitos a esse risco), você tomaria a cloroquina contra o coronavírus, mesmo com os especialistas sugerindo o contrário? 

 

Por Jakson Miranda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *