Investigações no STF mostram quem é Renan Calheiros

As investigações no STF mostram quem é Renan Calheiros. Mostram porque ele deseja tanto estancar a “sangria” da Lava-Jato.

Segundo reportagem do Estadão, o presidente do senado, Renan Calheiros, busca o aval do presidente Michel Temer para ações contra o Judiciário.

Pelo visto, recebeu o aval. E isso é péssimo para o Brasil, pois mais uma vez, temos um vislumbre do que quer o atual Presidente da República. Melhor, temos um vislumbre do que ele não quer.

Pelo contexto atual, tanto Michel Temer quanto uma maioria de políticos sequiosos por impunidade para assim, continuarem aboletados no Congresso Nacional, querem colocar freios nas investigações da Lava-Jato.

Leiam trechos da reportagem

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), buscou respaldo político do Palácio do Planalto, da Câmara dos Deputados e do Tribunal de Contas da União (TCU) para as ações que tem levado adiante no Congresso Nacional contra o Judiciário.

De um encontro realizado no sábado na residência oficial do Senado e regado a feijoada e caipirinha, participaram o presidente Michel Temer; o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ); o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE); o secretário executivo do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Moreira Franco; o ex-presidente José Sarney; o presidente do TCU, Aroldo Cedraz; e outros dois ministros da Corte, Bruno Dantas e Vital do Rego Filho. Procuradas, as assessorias de Renan, Temer e Cedraz não se manifestaram.

As recentes movimentações de Renan contra o Judiciário foram o principal assunto do encontro. Ele instalou na quinta-feira uma comissão especial para fazer um pente-fino nos contracheques de quem fura o teto do funcionalismo. O foco são os supersalários do Judiciário e do Ministério Público. O presidente do Senado também deve anunciar nesta semana um novo relator do projeto da Lei de Abuso de Autoridade, que na prática limita a atuação de investigadores. A proposta tem sido alvo de críticas da Operação Lava Jato.

A reunião, com a presença de Michel Temer, passa-nos como única mensagem que os que ali estavam não faziam outra coisa senão politicagem. E isso não é um acinte?

Enquanto as investigações no STF mostram quem é Renan Calheiros, ele continua presidindo o senado.

Enquanto as investigações no STF mostram quem é Renan Calheiros, ele continua reunindo-se com o Presidente da República.

Enquanto as investigações no STF mostram quem é Renan Calheiros, ele continua ditando a pauta do governo.

Quem é o senador Renan Calheiros?

Não, meus amigos. Não lhes direi que é um senador alagoano que pouco ou nada faz por seu estado, quiçá por sua cidade, Murici.

Direi apenas, que Renan Calheiros responde a 12 apurações no Supremo Tribunal Federal e quatro colaboradores na Lava-Jato, já afirmaram repasse de propina para o senador.

São ações que versam sobre desvio de verbas, falsificação, recebimento de propina, lavagem de dinheiro, corrupção, etc. Por aí, você já pode concluir quem é o senador Calheiros.

Essas investigações no STF comprovam que eticamente e moralmente, Renan Calheiros não merece estar no posto em que está. Muito menos propor alguma medida “reformadora” em relação ao Judiciário.

De fato, todos os três poderes da República precisam passar por uma reforma saneadora, não obstante, essa reforma deve começar primeiro, pelo Executivo e pelo Legislativo.

Que tal o STF começar a trabalhar?

Por Jakson Miranda

Adquira o ebook Por que sou conservador e ajude o Voltemos à Direita.

Assine nossa NEWSLETTER e receba artigos em primeira mão. É fácil, rápido e seguro!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *