Marcelo Adnet não quer ir pra Cuba

Marcelo Adnet não quer ir pra Cuba

Marcelo Tas lembra a Marcelo Adnet que em Cuba não há humoristas

Parece que desta vez, a turminha do cancelamento escolheu Marcelo Tas como alvo, simplesmente porque Tas lembrou a Marcelo Adnet que em Cuba não há humoristas.

Creio que não é necessário lembrar que Marcelo Tas não é apoiador do presidente Bolsonaro muito menos da direita. Longe disso! Logo, podemos dizer que Marcelo Tas, apresentador do extinto CQC, tem o mesmo viés político que Marcelo Adnet. Ou seja, Assim como Adnet, Tas também é de esquerda!

Todavia, é provável que Tas seja mais realista que Adnet e enquanto o primeiro reconhece que a liberdade, inclusive de fazer humor, é tolhida em países de esquerda, o segundo nega esse dado.

Ao menos esse foi o quadro desenhado no programa Roda Viva, quando essa questão foi levantada à Marcelo Adnet. Logo, ao ser lembrado que em Cuba não existem humoristas, Marcelo Adnet saiu-se com essa:

Ser de esquerda não tem nada a ver com China, Coréia do Norte, isso é comunismo. A gente tem que separar o que é ser progressista e o que é ser comunista. Quando você fala que a China não tem humor… Cuba tem um regime autoritário que não é progressista! Ao dizer que sou de esquerda, você não pode dizer que sou lulista ou petista. Isso é uma simplificação“.

É provável que esse tipo de resposta satisfaça aquele pré-adolescente revolucionário cuja leitura não vai além do livro do Felipe Neto. No entanto, qualquer pessoa normal, sabe que esse é o tipo de resposta padrão dos esquerdistas. Não é apenas covardia. É método. Tipos como Adnet negam que a China seja de esquerda. Sá falta ele dizer que o comunismo é da direita. Enfim, o mesmo já fizeram outros em relação à URSS.

Finalizando

Aliás, no mesmo programa em que afirmou que a China é um país comunista e que em Cuba vigora um regime autoritário, Adnet declarou o seguinte: “Você tem que ser de esquerda no Brasil. Como é que eu vou morar no Brasil e não ser de esquerda? Eu acho muito complicado“.

Em outras palavras, para Marcelo Adnet, no Brasil deve existir um único viés político: ser de esquerda. Como você ousa, no Brasil, não ser da esquerda progressista defendida por Adnet? Porque no Brasil, ainda temos um pouco de liberdade. Diferente dos regimes citados pelo humorista.

Em síntese, Marcelo Adnet não quer ir para Cuba, antes, quer que o autoritarismo cubano, de pensamento único, vigore no Brasil. Muito progressista esse moço!

Por Jakson Miranda

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *