Rodrigo Constantino: marxismo vira baile na sala de aula da favela

No dia em que Marilena Chauí, papisa da esquerda nacional, deu mostras de como pensa a nata do marxismo, Rodrigo Constantino publica um texto em que evidencia os motivos que levam nossa educação a estar no fundo do poço.

Leiam:

O vídeo viralizou nas redes sociais, e eu vinha adiando a decisão de publicá-lo aqui, para poupar meu leitor do embrulho estomacal. Mas é preciso ser forte e assistir, pois é um retrato perfeito do que esses canalhas fazem com nosso país, com as crianças e adolescentes.

A doutrinação ideológica é absurda. O marxismo é de um equívoco intelectual impressionante, de um atraso sem igual. Provou-se completamente errado em tudo, e só gente muito atrasada acredita em “mais valia” capitalista, em lucro como exploração de salário não pago. Coisa de povo tupiniquim, em suma.

Mas é exatamente o que os professores “ensinam” aos alunos. Em casos de maior desvantagem, como nas comunidades pobres e mais ignorantes, o crime é covardia pura. E os inocentes úteis acabam repetindo, sem critério crítico algum, feito papagaios, as bobagens que esses militantes disfarçados de professores enfiam goela abaixo deles. Vejam que triste, que patético, que horror:

https://www.youtube.com/watch?v=SguIiB7-0jc

Depois ainda querem saber porque o comuna Paulo Freire é o “patrono” de nossa “educação” e porque estamos na rabeira do ranking do PISA? Aí está a resposta! É isso que esses safados fazem em sala de aula. São canalhas da pior espécie, bandidos intelectuais, que roubam o direito de o aluno conhecer a verdade, transformando-o em uma vitrola arranhada de slogans imbecis.

Como achar que essa pobre gente tem alguma chance no mercado de trabalho global depois? Serão, no máximo, deputados petistas ou professores igualmente canalhas, aplicando o golpe em novas vítimas desprotegidas, num círculo vicioso que se perpetua em nosso país, garantindo sua eterna miséria tão lucrativa para os próprios canalhas.

Adquira o ebook Por que sou conservador e ajude o Voltemos à Direita.

Assine nossa NEWSLETTER e receba artigos em primeira mão. É fácil, rápido e seguro!

2 thoughts on “Rodrigo Constantino: marxismo vira baile na sala de aula da favela

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *