Michelle Bolsonaro ganha “presente” de R$ 5 bilhões

No dia do aniversário de Michelle Bolsonaro, presidente deve aprovar projeto sobre visão monocular 

"27/04/2019 Presidente da República, Jair Bolsonaro e Primeira Dama, Michelle Bolsonaro visita a casa da menina Yasmim na Cidade Estrutural" pelo Palácio do Planalto é licenciado pela CC BY 2.0

No dia do aniversário de Michelle Bolsonaro, presidente deve aprovar projeto sobre visão monocular 

Michelle Bolsonaro faz aniversário nesta segunda-feira, apenas um dia após o presidente Jair Bolsonaro. Desse modo, como vem recebendo centenas de mensagens feitas por meio das redes sociais, é óbvio que a Primeira-dama também receberá muitos presentes.

Assim, espera-se que o presente mais significativo venha do marido, Jair Bolsonaro. Nesse sentido, um dos presentes veio através de um projeto de lei que o presidente deverá aprovar. Em suma, trata-se do projeto de lei sobre visão monocular. Ou seja, Michelle Bolsonaro é uma apoiadora do PL 1615/2019.

Dessa maneira, se você é algum lacrador e chegou aqui crente de ter algum conteúdo maldoso, pode cair fora. Não apenas apoiamos o presidente como somos um blog de direita que reporta apenas a verdade dos fatos.

Portanto, o “presente” de R$ 5 bilhões ganho pela Primeira-dama Michele Bolsonaro, é a sanção do projeto de lei que atende pessoas afetadas pela cegueira de 1 olho. Todavia, a medida custará ao menos R$ 5 bilhões ao ano.

Com efeito, circulou na mídia a noticia de que o ministro, Paulo Guedes, era contra a medida. Contudo, a pasta chefiada por Guedes, soltou nota para dizer que não há oposição ao projeto.

“O Ministério da Economia esclarece que o PL 1615/2019, que classifica a visão monocular como deficiência sensorial, do tipo visual, não envolve renúncia de receita. O Ministério reafirma manifestação encaminhada no dia 17 de março de 2021 à Secretaria Geral da Presidência da República pela qual expressa seu posicionamento como nada a opor à sanção do projeto.”

Enfim, alguns atrapalham, mas o governo segue dedicado ao Brasil.

Por Jakson Miranda

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *