Ministério da Defesa irá a PGR contra Gilmar Mendes

Ministério da defesa não se calou diante de uma fala tão absurda dita pelo ministro do STF

Em nota oficial, Ministério da Defesa repudia de forma veemente fala do ministro

No dia de ontem (12), publicamos aqui no voltemos à direita a fala do ministro Gilmar Mendes atacando Bolsonaro e o Exército; insinuando que ambos seriam genocidas. Felizmente, o Ministério da defesa não se calou diante de uma fala tão absurda dita pelo ministro do STF.

Assim, em nota oficial, o Ministério da Defesa repudia de forma veemente a fala de Gilmar Mendes.

“O Ministro da Defesa e os Comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica repudiam veementemente a acusação apresentada pelo senhor Gilmar Mendes, contra o Exército Brasileiro, durante evento realizado no dia 11 de julho, quando afirmou: “É preciso dizer isso de maneira muito clara: o Exército está se associando a esse genocídio, não é razoável”.

Comentários dessa natureza, completamente afastados dos fatos, causam indignação. Trata-se de uma acusação grave, além de infundada, irresponsável e sobretudo leviana. O ataque gratuito a instituições de Estado não fortalece a democracia”.

Particularmente, este blog fica extremamente feliz com o teor da nota que em linhas gerais, seguiu a mesma percepção que nós seguimos.

Por fim, a nota oficial é finalizada esclarecendo que: “Informamos que o MD encaminhará representação ao Procurador-Geral da República (PGR) para a adoção das medidas cabíveis“.

Para concluir, exortamos que a AGU siga o mesmo caminho tomado pelo Ministério da Defesa e tome as medidas cabíveis contra o senhor Gilmar Mendes, afinal, a figura do presidente da República também foi atacada.

É preciso que os togados entendam que não estão acima do bem e do mal e que a lei é para todos.

Por Jakson Miranda

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *