Origens do coronavírus: cientistas não descartam acidente em laboratório

Origem da Covid: aumentam especulações de acidente em laboratório

A imagem é licenciada sob por Ureem2805 CC BY-SA 4.0

Cientistas internacionais consideram a hipótese de um acidente em laboratório na origem disseminação do coronavírus 

Um ano e meio após o início da epidemia de Covid-19, ninguém sabe ao certo as origens do coronavírus. De fato, a primeira cadeia de transmissão da covid-19 ainda não foi identificada. Assim, não se descartou a hipótese de um acidente de laboratório causando contaminação em humanos.

Em primeiro lugar, é fato que se realizavam pesquisas com o vírus laboratório de virologia de Wuhan. Coincidentemente, foi na cidade de Wuhan que se identificou a transmissão da covid-19 em humanos.

Em segundo lugar, não há transparência, por parte da China, na divulgação dos documentos.

Desse modo, em artigo na Science, 18 cientistas defendem que não há elementos para descartar um acidente laboratorial nas origens do coronavírus. Logo, pedem uma investigação transparente.

Uma investigação adequada deve ser transparente, objetiva, inclusiva de ampla expertise, sujeita a supervisão independente e gerenciada de forma responsável para minimizar o impacto de conflitos de interesse“.

Assim, defendem os cientistas,

Agências de saúde pública e laboratórios de pesquisa precisam abrir seus registros ao público. Os investigadores devem documentar a veracidade e a procedência dos dados dos quais as análises são conduzidas e conclusões tiradas, para que as análises sejam reprodutíveis por especialistas independentes“.

Enfim, Yves Gaudin, virologista do Instituto de Biologia Integrativa da célula Paris-Saclay, esclarece:

Até hoje, não podemos descartar formalmente uma passagem por um laboratório e o acidente.”

Leia também:

A distopia do coronavírus sustentada por mentiras

Coronavírus faz OMS virar piada, ou sempre foi?

Independente das origens do coronavírus, a China ganhou com a pandemia

Ademais, enquanto não se descobrir como se deu a transmissão do vírus, não será possível combatê-lo efetivamente.  Por fim, enquanto não se descobre as origens do coronavírus, a China foi o país que mais se beneficiou com a pandemia.

Nesse sentido, há cerca de um mês, trouxemos a informação de que o PIB chinês teve crescimento de 18,3% no primeiro trimestre de 2021. Em suma, o vírus se espalhou pelo mundo e ainda hoje está aí causando estragos: vidas perdidas, fome, desemprego. Todavia, tal estrago não se observa quando olhamos o crescimento chinês.

Em paralelo a isso, as origens do coronavírus ainda são uma incógnita.

Por Jakson Miranda

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *