Para o PT, 2016 está perdido. Resta 2018. Perderão também

Muito bom o artigo de hoje da jornalista Dora Kramer no Estadão. Não irei abordá-lo por inteiro, pois o que me chamou atenção foi uma pequena nota, a saber:

Causa perdida. Ninguém no PT discute a sério as eleições municipais de 2016. A qualquer um que se pergunte a resposta é uma só: não há possibilidade de vitória relevante em região alguma do País. Por isso o partido se concentra em 2018. 

Voltamos

Acredito que não seja apenas 2016 que estará perdido. Pelo caráter (falta de) totalmente a mostra nesses anos de governo, a causa petista também estará perdida em 2018, 2022, 2026, etc, etc.

É evidente que a oposição tem que fazer sua parte, sem abrir concessões, sem aderir a articulações que favoreçam ao Partido dos Trabalhadores. O humor da sociedade está mais do que claro: Fora PT.

Qual oposição?

É difícil encontrarmos no Brasil alguma oposição que seja diametralmente oposta ao petismo. Não estou falando em termos de valores, ninguém em toda a história, demonstrou tamanha falta de caráter quanto os petistas. Falo sim, da ideologia. O PSDB não chega a ser tão diferente do PT quando o assunto é socialismo, ou, Bem estar Social, ou ainda, progressismo; é bem verdade, que no ninho tucano a muitos conservadores que infelizmente, ainda não pautam totalmente os rumos do partido.

Assim, são bem vindas as chegadas do Partido Novo (ainda buscando o registro junto ao TSE) e do Partido Conservador que tem evento agendado em Curitiba para marcar a criação do partido.

Alguém pode afirmar que são dois partidos para compor um rol de vários outros, em demasia até, no nosso cenário político. Entretanto, são dois partidos que trazem como diferencial a possibilidade de escolhermos nossos candidatos de acordo com nossas convicções e não simplesmente o menos ruim. Ambos partidos, prometem mudanças pautadas na realidade e naquilo que a sociedade como um todo deseja. Que sejam registrados no TSE e passem pelo escrutínio da sociedade.

 

Por Jakson Miranda

 

 

Leia Também:

Lula: O cerco está se fechando

Nossa proposta de Reforma Política

Sobre o boicote ao O Boticário

O day after de Eduardo Cunha e o choro das esquerdas

Caça a petistas?

1 thought on “Para o PT, 2016 está perdido. Resta 2018. Perderão também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *