PEC para ACABAR com a VERGONHA do FUNDO ELEITORAL

Dentre tantas coisas absurdas que são protagonizadas pela classe política, (Quem foi o PIOR PARLAMENTAR de 2019?) o fundo eleitoral não apenas é uma vergonha, mas, é também um verdadeiro assalto ao bolso da sociedade. E por mais que se deem outros adjetivos ao “fundão”, é isso que em essência, ele é: Uma vergonha e um assalto.

É importante fazermos aqui uma pequena digressão e observarmos que em maio deste ano, a UNE e demais “entidades” da educação, promoveram o tal do “tsunami da educação” Os atos tinham como objetivo evitar o contingenciamento de verbas anunciados pelo Ministério da Educação.

Pois bem, o fundo eleitoral teve proposta orçamental estimada em 3,8 bilhões e parte dessa dinheirama iria sair da saúde, infraestrutura e EDUCAÇÃO!

O Congresso busca argumentos para justificar o astronômico aumento do Fundo Eleitoral para as campanhas municipais do ano que vem. O valor de R$ 3,8 bilhões — aprovado no relatório preliminar do Projeto de Lei Orçamentária de 2020, na Comissão Mista de Orçamento (CMO) — é 120% maior do que os recursos públicos usados nas eleições de 2018, quando os partidos receberam R$ 1,7 bilhão da União. O montante ainda será submetido a votação no relatório final da CMO e depois seguirá para plenário no próximo dia 17. Os recursos para bancar o fundo sairão de ministérios, em especial os da Saúde, da Educação e da Infraestrutura.

Sobre isso, nenhuma manifestação da UNE. Nenhuma marolinha e muito menos um novo tsunami foi organizado. Lógico. Nessa brincadeira, o PT, do qual a UNE é um dos tentáculos, vai receber seus 200 milhões.

Foi exatamente isso que lembrou o presidente Jair Bolsonaro ao falar sobre a possibilidade de veto do fundo eleitoral.

O PT vai ganhar 200 milhões de reais para fazer campanha no ano que vem. Aquele pessoal do PSL, que mudou de lado, também vai pegar 200 milhões.

PEC para acabar com o fundo eleitoral

Felizmente existem alguns deputados que não coadunam com essa vergonha. O deputado federal Paulo Eduardo Martins anunciou que está colhendo assinaturas para uma PEC que acabe com o fundão.

Eis aí uma boa pauta que deveria levar as pessoas às ruas. Muitas manifestações na paulista e em outras capitais foram convocadas esse ano, algumas em vão. Uma maciça manifestação contra o fundo eleitoral, de apoio à PEC e ao provável veto presidencial, mostraria à classe política que a sociedade brasileira acordou e não quer sustentar campanha eleitoral de quem quer que seja.

Por Jakson Miranda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *