Por que Bia Kicis saiu da vice-liderança do governo?

Deputada Bia Kicis deixa vice-liderança do governo

Deputada Bia Kicis deixa vice-liderança do governo. Saiba o possível motivo

Um dia após votar contra o FUNDEB, o governo Bolsonaro retirou da deputada federal Bia Kicis da função de vice-liderança do governo, exercida na Câmara.

Assim, o caso ganhou destaque no noticiário e nas redes sociais por se tratar de uma parlamentar que está entre as principais aliadas do presidente Jair Bolsonaro. De fato, ao comentar sua votação contra o FUNDEB, Bia Kicis afirmou ter votado “de acordo com sua consciência, seguindo o modelo que fora o deputado Jair Bolsonaro“.

Logo, alguns levantam a hipótese de que o governo Bolsonaro tenha retaliado a deputada Bia por conta do seu voto na Câmara. Todavia, é possível que não seja bem isso.

Uma matéria publicada há alguns dias pela Revista Oeste, informa-nos de que o governo planejava promover rodízios nas funções de vice-liderança.

A liderança do governo trabalha com 14 vice-líderes. A decisão de se trocar alguns vice-líderes é do Palácio do Planalto. O ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, responsável pela articulação política, avaliou que seria o momento de se fazer um rodízio. 

E ainda,

O assunto era comentado há alguns meses. Ramos debateu a ideia de vice-lideranças rotativas com o presidente Jair Bolsonaro, que autorizou. O governo espera, agora, que o movimento permita a convocação de deputados que já ajudam o governo de forma espontânea. Esses parlamentares, agora, vão poder ajudar com a chancela e a representatividade formal do Executivo.

Ou seja, pode ser exatamente esse o caso da deputada Bia Kicis. Portanto, algo já previsto há dias.

Por fim, o que tentarão propagar com a retirada da deputada Bia Kicis da vice-liderança é que o presidente Bolsonaro abandonou seus apoiadores. Cuidado com esse tipo de embuste.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *