Projeto de privatização dos correios avança na Câmara

Projeto de privatização dos correios avança na Câmara

A imagem é licenciada sob pelo Palácio do Planalto CC BY-NC-SA 2.0

Governo entregou projeto de privatização dos correios ao Congresso em fevereiro visando quebrar monopólio do serviço postal

Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (20/4), a urgência para o projeto de lei que abre espaço para a privatização dos Correios. Como resultado, o placar foi de 280 votos a favor e 165 contrários, além de uma abstenção.

Para que a privatização dos correios torne-se uma realidade, o governo entregou o texto ao Congresso em fevereiro deste ano, com o objetivo de abrir o mercado para competição e quebrar o monopólio do serviço postal.

Dessa forma, a votação da matéria poderá ocorrer nas próximas sessões, sem precisar passar por comissões. Ou seja, o texto passa a ser prioritário e sua avaliação será diretamente pelo plenário, como prevê o regimento interno. Depois, se aprovado, irá para o Senado.

Leia também:

Guilherme Boulos tenta aproximar esquerda de evangélicos

Joaquim Silva e Luna assume Petrobras e ações disparam

Esse projeto foi mandado pra cá, ele tem prazo, e hoje estamos só a debater a urgência da votação, para que a gente possa designar o relator”, disse o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Assim, com a matéria em pauta, será possível debater o “melhor texto e a melhor solução”, explicou. Sem isso, disse, “chegaria ao prazo de vencimento sem nenhum tipo de discussão”.

O deputado Gil Cutrim (Republicanos-MA) será o relator da proposta, anunciou Lira. Caberá a Cutrim apresentar um parecer sobre o assunto, e em seguida, votado pelos deputados. No plenário, ele defendeu a necessidade de se aprofundar o assunto e garantiu que não vai construir um relatório “de forma açodada“. Será preciso “escutar o povo“, disse.

Por Jakson Miranda

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *