Quem contribui mais para a crise? PT ou PMDB?

A colunista Eliane Cantanhêde, escreve hoje no Estadão um ótimo texto. Segue alguns pontos.

A pesar das aparências e de fingir que tudo está na santa paz, a presidente Dilma Rousseff se debate desesperadamente pela sobrevivência, dá tudo o que o guloso PMDB exige e está chegando a hora em que será obrigada a se definir entre o ministro Joaquim Levy e os lulistas que mandam no PT, na Fundação Perseu Abramo, na CUT, no MST e na UNE. 

Os movimentos sociais e intelectuais alinhados com o PT estão, estridentemente, despudoradamente, com Lula e contra Dilma. E estão empurrando Joaquim Levy porta afora do governo com a mesma intensidade com que o próprio Levy decidiu parar de engolir sapos calado e sinaliza que, se é para sair da Fazenda, ele sai, mas não vai capitular da sua política econômica nem dos seus princípios.

É uma situação limite, dramática, resultado de um processo, ou de uma ambiguidade, que vem desde que as cortinas do teatro eleitoral caíram e a realidade emergiu ameaçadora, como previa a economista Sinara Polycarpo, aquela analista que foi demitida do Santander depois que Lula chiou. Enquanto ela ganha na Justiça, a realidade castiga o crescimento do país, os investimentos, a inflação, o câmbio e, obviamente, os empregos e os avanços sociais.

Opinião do Blog

Não é de hoje e não é novidade para ninguém, que se busca jogar todos os males da política nacional nas costas do PMDB, isso porque, o partido não se satisfaz com aquilo que lhe é oferecido.

Todavia, a maioria daqueles que apontam a ambição dos peemedebistas como o principal causador da crise atual do governo, o fazem não com vistas em uma política mais saudável, ou seja, sem o toma lá dá cá. O fazem sim, com o único objetivo de retirar do Partido dos Trabalhadores a responsabilidade que este tem em piorar o desgoverno que os próprios petistas gestaram.

Um exemplo disso foi o recente artigo do “grande pensador” Jânio de Freitas, onde o autor declara seu irrestrito apoio a tentativa de Gilberto Kassab na criação de um novo partido político, o PL. Ou seja, para Jânio de Freitas, contra o PMDB vale tudo, até mesmo aumentar o fisiologismo político e partidos de aluguel.

Diante de tudo isso, devemos indagar: Quem contribui mais para a crise? O PMDB ou o PT?

Por Jakson Miranda

 

 

Leia Também:

MTST: Delinquentes urbanos

Arrecadação do PT cai. Legal ou ilegal?

Ministério Público Federal vê Indícios de crime praticado por Lula

Será que Lula se esconde quando ouve uma sirene?

Acuado, Lula ataca imprensa com a pior das ofensas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *