‘Se tiver grandeza moral, tem que se retratar’

Se tiver grandeza moral, tem que se retratar

Ao comentar declaração de Gilmar Mendes, o vice-presidente Hamilton Mourão foi ao ponto: ‘Se tiver grandeza moral, tem que se retratar’

Em aparente comentário despretensioso, Mourão, ao  usar o termo ‘Se tiver grandeza moral, tem que se retratar’, desafia Gilmar Mendes a ter uma postura não somente de ministro do STF, mas, principalmente, de homem de bem. Assim, ao trilhar o caminho oposto indicado por Mourão, Mendes escancara à sociedade sua verdadeira índole.

O ministro do STF participou no sábado de um “debate” virtual com o ex-ministro Henrique Mandetta e o médico Dráuzio Varella e na ocasião, Gilmar Mendes, em uma suposta analise sobre a pandemia, ataca tanto o presidente da República Jair Bolsonaro como também o Exército. “O Exército está se associando a esse genocídio“, disse Gilmar.

Por outro lado, em nota oficial, o Ministério da Defesa repudiou de forma veemente a fala de Gilmar Mendes. 

Comentários dessa natureza, completamente afastados dos fatos, causam indignação. Trata-se de uma acusação grave, além de infundada, irresponsável e sobretudo leviana. 

Nesse sentido, o ministro do STF emitiu nota no dia de hoje (14) sem no entanto pedir desculpas. A nossa publicação, Gilmar Mendes emite nota – Bolsonaro continua sendo genocida falar por si.

Por fim, o Ministério da Defesa acionou nesta 3ª feira (14.jul.2020) a PGR (Procuradoria Geral da República) para que apure afirmação do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes que associa as Forças Armadas a 1 genocídio.

Grandeza moral não deve ser o forte dos “deuses do olimpo“.

Por Jakson Miranda

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *